JARDIM DE CRONÓPIO

21 out
2010

HOJAS_frame

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotograma do vídeo HOJAS

 

PerspectivaPlanta Baixa

Croqui da instalação na Galeria TINAG – Buenos Aires

 

MAR (video lopping, 35mm)

 

JARDIM FANTÁSTICO (vídeo lopping, 35mm)

 

X

HORIZONTE DE EVENTOS

Fundação Ecarta – Porto Alegre
Curadoria de Fernanda Albuquerque

 

videoinstalação + videos looping
Detrás de un muro un jardín efímero.
Un mar que no es mar.
Un cielo de agua, paredes de hojas.
Mirar por un rendija un jardín escondido.

A câmera CRONÓPIO se aproxima da memória, de um caderno de campo, de uma câmera de viagem descartável. Os trabalhos expostos em “This Is Not a Gallery” buscam a construção de um ambiente ficcional de JARDINS FANTÁSTICOS idealizados por um explorador que observa a paisagem em busca da fonte de luz. A câmera LOMO OKTOMATIC possui 8 lentes que estão em pontos focais diferentes possibilitando o movimento da luz no quadro, o que também o faz pulsar. O quadro em constante movimento produz uma sensação de vertigem em contraste com a paisagem bucólica, transmitindo a alma de uma natureza inconstante.
DOIS JARDINS
O “JARDIM FANTÁSTICO” é espiado por uma fresta. Sua trilha sonora reforça o caráter onírico e se inspira em uma caixa de música, O vídeo obedece a uma sintaxe audiovisual e apresenta narrativamente um espaço de sonho despertando a curiosadade dos transeuntes.
O JARDIM EFÊMERO cria um ambiente ficcional e transitório que pode ser recorrido e vivenciado. O percurso começa em um corredor habitado por folhas. O faixo de luz do projetor alcança o muro atravessando janelas de vidro e produzindo pequenos reflexos nas mesmas. No galpão principal se chega ao final do percurso e assim, ecerrando a metáfora de um espaço fantástico: o vídeo MAR é projetado em grandes dimensões. A intensidade do mar e o aumento da escala espacial proporcionada pela transição corredor/galpão, convida a contemplação. Esta instalação efêmera composta pelos vídeo “HOJAS” e “MAR” amplia seu caráter narrativo ao constituirse um cenário em vídeo que possibilita a fruição espacial do espectador.

Comments are closed.

top